Radiator Hospital
Bandas
indie / punk / rock

Radiator Hospital

Mais uma ótima banda com base na Filadélfia, assim como o Cayetana e o The War on Drugs. O Radiator Hospital é cria da mente de Sam Cook-Parrott, músico de Grand Rapids, Michigan, que iniciou o projeto em sua cidade natal ainda adolescente, no final da década passada. Cook-Parrott começou gravando demos em sua casa de forma despretensiosa, no melhor estilo lo-fi, com composições próprias e alguns covers de bandas como Lemonheads, Descendents e Ramones. Ao se mudar para a Filadélfia, se envolveu com a cena DYI local e passou a gravar com diversos músicos da cidade. Em julho do ano passado, o Radiator Hospital, já no formato de um quarteto, lançou o excelente disco Something Wild, pela pequena Salinas Records, que pode ser considerado sua estreia oficial. Apesar de, segundo o próprio Cook-Parrott, este ser o registro mais caro e trabalhoso da banda e representar um ponto de virada em sua carreira, ele não deixa de reafirmar a intenção que sempre norteou o projeto: continuar fazendo música e arte pelo puro entusiasmo e independentemente de qualquer obstáculo, como falta de grana ou mesmo falta de público (coisa sobre a qual muitos músicos brasileiros poderiam pensar, enquanto estão aí esperando governos ou homens de negócios bancarem seus sonhos).

I feel so honored and lucky to make music, to be a participant in the rich and vibrant history of American pop music and record collecting culture. […] I read about bands who break up when they don’t “break” or bands who feel like they never got their due. If there is a single person out there who’s been touched by my music in any way, who’s found some snippet of truth in it, then I’ve succeeded in something that very few people on this planet get to, and I am eternally grateful for that. A lot of this record is about getting lost. I spend a lot of my time trying to escape. Into comics, records, movies. New worlds full of magic and wonder. The record is a tribute to those worlds. I will never stop loving music and loving art and stories, and I will never stop making music and telling stories of my own. Even if no one is listening, even if I am dead broke and working a shitty job. I’m not really trying to do anything bigger than I’m doing. I’m just living my life, loving it and observing it.

Cook-Parrott escreveu isso em seu blog, à época do lançamento de Something Wild. Você pode ler o post na íntegra aqui. Abaixo, o streaming do disco, que também pode ser baixado gratuitamente pelo site If You Make It. Entre os músicos participantes, está Allison Crutchfield, integrante da banda Swearin’ e irmã de Katie Crutchfield, do Waxahatchee, com quem Cook-Parrott também já tocou. Allison canta na faixa “Are You Feeling Me?”.

» Comentários