The Hold Steady – Teeth Dreams
Álbuns
Novidade

The Hold Steady
Teeth Dreams

2014 | Washington Square
indie / rock

Em 2014, o Hold Steady completa sua primeira década de vida. Envelhecer bem é sempre um desafio para qualquer banda de rock. Ainda mais para uma que sempre evocou uma visão tão romântica da juventude. Nostalgia é o que o já quarentão Craig Finn sempre vendeu de melhor em suas letras. Mas como o próprio também disse em uma delas, “these are rock and roll problems, this is just what we wanted”. Em Teeth Dreams, sexto álbum de estúdio da banda, o Hold Steady continua enfrentando esses problemas, sem deixar de reafirmar sua escolha pelo rock and roll. E pelo romantismo também, por que não? “Once you’re out there everything is possible / There might be a fight, there might be a miracle”, canta Finn em “Spinners”. E quem pode culpar alguém tantas vezes descrito como a perfeita mistura de Paul Westerberg com Bruce Springsteen de acreditar no que quer que seja? Sobretudo, de acreditar que “viver rápido e morrer jovem” não é necessariamente o mais romântico dos cenários. Se os anos desgastaram a força e a vitalidade desta banda, ela ainda carrega o espírito heroico do indie rock como nenhuma outra. E é com esse mesmo otimismo e esperança que as letras de Finn continuam a expressar em relação à vida que fãs como eu torcem para que o Hold Steady não desista de envelhecer, nem deixe de procurar e ofertar milagres nas décadas que estão por vir.

Faixas favoritas:  

"Spinners", "The Only Thing", "The Ambassador", "Wait a While"
» Comentários